PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

terça-feira, 22 de maio de 2018

A LEI ÁUREA E SEUS REFLEXOS NA SOCIEDADE

Compartilhar no WhatsApp

* Por Celso Tracco
Como todos sabem há exatos 130 anos, oficialmente, a escravidão foi abolida no Brasil. Reforço a palavra, oficialmente.

Depois do Brasil, colônia e império, conviver durante 350 anos com o trabalho escravo, este foi, oficialmente abolido com uma lei, cognome áurea, que de ouro não tinha nem o brilho. Com apenas dois artigos, a lei simplesmente declarou livre uma população estimada em torno de 3 milhões de pessoas, ponto! Ou seja, de um dia para o outro, o Estado brasileiro, sempre pródigo em querer legislar sobre absolutamente tudo, colocou na rua ou na estrada, mais de 3 milhões de seres humanos, agora livres, mas sem ter onde morar nem trabalhar e tendo de se sustentar por conta e risco próprio. Claro que aqueles que tinham um patrão mais cuidadoso e humano, preferiram continuar onde estavam, mesmo não recebendo nada ou recebendo uma miséria pelo seu trabalho.

Quais foram as consequências imediatas desse verdadeiro êxodo? A favelização, uma vez que não tinham onde morar e o hoje chamado politicamente correto de subemprego, ou popularmente de "bico", em trabalhos que ninguém (nenhum branco) queria. Escola não existia em quantidade. No censo de 1890, estimava-se que 85% da população adulta brasileira era analfabeta. Obviamente, a enorme maioria dos ex-escravos, não sabia ler nem escrever.

As repercussões dessa falta de política de inclusão social, permanecem ainda hoje. A população que se declara preta e parda, dados e classificação do IBGE, é a que possui os mais baixos índices de empregos de qualidade, de salário e renda, de ascensão social. Em contrapartida é a que mais é morta pela força policial, e representa a maioria da população carcerária. Cabe uma reflexão: o Brasil tirou, por lei a escravidão da sua sociedade, mas será que a sociedade tirou a escravidão dela mesma?

Por que ainda ouvimos tantos relatos sobre racismo? Em estádios de futebol, em shows, em empresas, nas ruas? Depois de 130 anos, quantos afro descendentes, que não sejam artistas de TV, cantores de pagode ou atletas, são conhecidos e tem destaque na sociedade, quer seja no meio civil, militar ou eclesiástico? Quando você pensa em uma empregada doméstica, um gari ou um segurança particular, você pensa em uma pessoa nórdica ou de origem africana?

As políticas públicas são reflexo de nossa sociedade, uma vez que vivemos em um estado democrático e nossos representantes são eleitos por essa mesma sociedade. Nos últimos 10 anos o Brasil libertou mais de 50.000 trabalhadores encontrados em regime considerado escravo. Eram de várias etnias, mas todos da raça humana, o homo sapiens!

*Celso Luiz Tracco é economista e autor do livro Às Margens do Ipiranga - a esperança em sobreviver numa sociedade desigual.

ASSISTA: MOTO COM PLACA DE ALTO ALEGRE DO MARANHÃO É ENCONTRADA ABANDONADA EM BACABAL.

Compartilhar no WhatsApp


Uma motocicleta Honda/Titan, cor preta, placa NHB 1240/Alto Alegre do Maranhão foi encontrada no final da Rua Jorge José de Mendonça (Rua do Cajueiro), por populares que de imediato acionaram o COPOM (Centro de Operações da Polícia Militar) do 15º BPM que se deslocou até o local e fez a remoção da moto até o pátio da Delegacia do 1º Distrito Policial de Bacabal.

Segundo informações dos policiais civis, o veiculo ainda não contava como roubada no Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública (Sinesp Cidadão).

O proprietário deve se dirigir a delegacia munidos de seus documentos como também da moto para receber a mesma.


Assista a reportagem de André Luís e Felipe Carlos.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

ASSISTA: DUPLA É DETIDA TENTANDO SACAR DINHEIRO COM DOCUMENTOS FALSOS EM AGENCIA BANCÁRIA EM BACABAL

Compartilhar no WhatsApp


Em uma operação do SI (Serviço de Inteligência) da Polícia Militar do 15º Batalhão de Bacabal com o apoio da guarnição da Rádio Patrulha comandada pelo Subtenente Genilson, foram conduzidos Luiz Carlos Cantanhede Rodrigues, 29 anos de idade, que com ele foi encontrado uma identidade falsa com o nome de Marcos Aurélio Bastos Souza, e outro conduzido Fernando Christian da Silva Veiga, 23 anos de idade.

No momento que avistaram a Guarnição Policial na agência bancária, eles correram para dentro do banheiro e tentaram jogar algumas documentações no vaso sanitário, mas a equipe foi mais rápida.

De acordo com as informações da polícia, Luiz Carlos e um terceiro indivíduo que foi identificado até o momento como “Bruno”, todos residentes em nossa capital São Luís, estariam praticando o crime estelionato. Luiz Carlos e Fernando Christian foram agarrados na Agencia do Banco do Brasil no centro de Bacabal, tentando efetuar um saque do Governo Federal, oriundo do caixa escolar da Escola Urbano Santos.

Há três meses atrás eles teriam realizado um saque no valor de R$ 16.000,00 (Dezesseis mil reais) em nome de uma outra escola aqui de Bacabal.
Pesando que iriam se dá bem novamente, os mesmos retornaram para realizar outro saque, mas o caso já estava sobre a investigação do Serviço de Inteligência que fez a abordagem da dupla dentro da agência.


Com os mesmos foram encontradas várias documentações que caracterizam a veracidade do crime. Além de várias xerox de cheque que comprovam o saque feito por eles. A gerência do Banco do Brasil já tinha entrado com ação judicial contra Luiz Carlos.  

Já o outro conduzido, Fernando Christian da Silva Veiga, alegou que “Bruno” e Luiz Carlos, aproveitaram de sua fragilidade, já que ele se encontra com a esposa gravida e desempregado. Para nossa equipe, ele relatou que entrou na história como Professor de Educação Física e que ganharia R$ 1.700,00 (Mil e setecentos reais) para passar por professor e gerenciar a empresa de Luiz Carlos em nossa cidade. Indagado se tinha formação, o mesmo disse que um professor graduado assignaria por ele.

Luiz Carlos não relatou a nossa equipe como teria conseguido todas essas documentações.  

Os dois foram apresentados na Delegacia do 1º Distrito Policial e ficaram à disposição do delegado.

Assista a reportagem produzida por Railson Ferreira e Ravely Vieira. 

ASSISTA: APÓS 40 ANOS DE UNIÃO, CASAL MORRE COM 16 MINUTOS DE DIFERENÇA.

Compartilhar no WhatsApp

A história fala de um casal que há 40 anos viviam juntos e acabaram morrendo no mesmo dia.

O fato aconteceu na última sexta-feira, 18, por volta das 6 horas da manhã.

Bonil Cutrim, 66 anos de idade, carinhosamente conhecida por “Boninha”, já vinha enfrentando problemas de saúde e ultimamente vivia de cadeira de rodas, e veio a falecer na última sexta-feira, 18. Mas o que mais chamou atenção nessa história, foi que horas depois, por volta das 10 horas da noite do mesmo dia, seu esposo Joseli Santos Reis, 64 anos, conhecido por muitos como “Parente”, também acabou falecendo.

Uma história de amor e companheirismo que comoveu muita gente. 

Segundo informações de familiares, “Parente” ficou bastante desolado e com um vazio imenso no peito, após saber que sua companheira tinha falecido. Ele passou mal, sentiu uma forte dor no peito e foi na mesma noite encaminhado ao Hospital Geral “Socorrão”, e por volta das 22 horas, o mesmo acabou falecendo.

Parente era uma figura muito conhecida no bairro Setúbal e também em toda a cidade de Bacabal. O mesmo foi um dos fundadores do Bloco Fubuia. Um bloco tradicional bairro que já tem aproximadamente 10 anos e que contava com integrantes ilustres como o Poeta e hoje Secretário de Cultural, Paulo Campos, que compôs várias músicas para o bloco, dentre elas, uma música em que “Parente” era homenageado.


Muitos amigos e familiares foram prestar as suas homenagens e lembrar principalmente dos momentos de alegria que tiveram ao lado de parente “Boninha” e “Parente”.

Com certeza eles vão deixar muitas saudades, mas o bom em tudo isso, é que hoje os dois estão juntinhos ao lado de Deus.


Reportagem André Luís e Felipe Carlos.

sábado, 19 de maio de 2018

ACUSADO DE VÁRIOS FURTOS É RECONHECIDO POR VÍTIMA NA DELEGACIA.

Compartilhar no WhatsApp

A equipe da Rádio Patrulha comandada pelo Sargento Neto conduziu da manhã desta sexta-feira, 18, a delegacia do 1º Distrito Policial de Bacabal, o indivíduo identificado como Jorge Silva, acusado de praticar vários furtos na cidade.
Jorge foi reconhecido por uma das vítimas, que acusou o mesmo de ter furtado uma bicicleta na madrugada de hoje, na Rua da Paz, no bairro Vila Pedro Brito.



Ele foi preso na Rua Jura filho, no mesmo onde reside. Objeto do furto também foi encontrado com ele. A bicicleta já estava toda desmontada.

Segundo o Sargento Neto, mesmo já tem várias passagens pela polícia pela mesma prática.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

HOMICÍDIO: POLÍCIA CIVIL PRENDE CUMPRE MANDADO DE PRISÃO CONDENATÓRIA EM SÃO LUÍS

Compartilhar no WhatsApp


Uma ação realizada pela Polícia Civil por meio da Superintendência de Homicídios e de Proteção à Pessoa (SHPP), resultou na tarde da última quarta-feira (16) no cumprimento ao mandado de prisão condenatória em desfavor de Wellington Santos Lemos (36), acusado pelo crime de homicídio.
Segundo as autoridades policiais, o crime teria ocorrido em maio de 2009, quando Wellington teria assassinado à golpes de arma branca a sua companheira no bairro Jardim América. Neste caso, o crime não foi classificado como feminicídio, pois tal categoria de crime entrou em vigor em 2015.
A prisão foi executada no estabelecimento comercial de propriedade do acusado, localizado no Bairro de Fátima, em São Luís. O mandado de prisão foi oriundo da segunda vara do tribunal do júri. Anselmo Oliveira/Ascom-SSP


quinta-feira, 17 de maio de 2018

SUSPEITO DE COMETER FURTO É AGREDIDO A PAULADAS EM BAIRRO DE BACABAL.

Compartilhar no WhatsApp


(Bebeto) foi vítima de (Dadão), que antes tinha sido segundo ele, vítima de (Bebeto). Entendeu?! Bom, segundo informações da vítima de furto Igor o (Dadão), Francenildo da Conceição Silva Rodrigues, conhecido pela alcunha de (Bebeto), teria furtado 2 (dois) aparelhos celulares na residência dele no cruzamento das Ruas Bom Jesus e da Cruz, no Setúbal, bairro de Bacabal.

Na manhã desta quinta-feira, 17, Igor, decidiu cobrar de Francenildo ação criminosa que ele praticou em sua residência, então, espancou o suposto ladrão com várias pauladas. Acionada por populares, uma guarnição da Policia Militar se fez presente no local, mas o agressor e os parceiros já tinham fugido do local.



Encaminhado ao Hospital Regional Dra. Laura Vasconcelos, por uma equipe do Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente, Francenildo, o (Bebeto), foi medicado e levado a sala de observação.

Os policiais fizeram incursões, mas sem êxito.

OPERAÇÃO ARTRÓPODE: POLÍCIA CIVIL PRENDE SUSPEITO DE PRATICAR CRIMES EM SANTA LUZIA – MA.

Compartilhar no WhatsApp


Por: Carla Andrade/Ascom-SSP
Polícia Civil de Santa Luzia do Maranhão com apoio da 7º Delegacia Regional de Santa Inês/MA junto a DEM de Santa Inês/MA, deflagrou na manhã desta quarta-feira (16) a Operação Artrópode, que culminou na prisão do indivíduo identificado como Wesley Dey Galber Ribeiro Lopes, vulgo “GRILO”, em Santa Luzia, pelos crimes de posse de arma de fogo de uso permitido, receptação e agiotagem.
A equipe de investigação da Delegacia de Santa Luzia/MA iniciou os levantamentos das informações sobre o acusado a três meses, que resultou na operação deflagrada na manhã desta quarta-feira (16). Com ele foram apreendidas três armas de fogo, munições calibres 38, 380 e 28, baterias de gel da empresa Vale, além de diversos cartões e cheques de terceiros, que caracterizam possível agiotagem.
“GRILO” encontra-se recolhido na carceragem da Delegacia de Santa Luzia/MA, onde será devidamente autuado pela Autoridade Policial.


quarta-feira, 16 de maio de 2018

ADOLESCENTE DE 16 ANOS É APREENDIDO SUSPEITO DE TENTAR ABUSAR MENOR DE 9 ANOS DE IDADE EM BACABAL.

Compartilhar no WhatsApp



Uma equipe do Conselho Tutelar com apoio da equipe da Força Tática do 15º BPM de Bacabal, apreendeu na manhã desta quarta-feira, 16, um adolescente de 16 anos de idade, na Rua São Francisco, no bairro Novo Bacabal, suspeito de abusar sexualmente uma menor de 9 anos de idade.

“Eu tinha ele como um filho. Sempre frequentou minha casa”, disse a mãe da menor de 9 anos de idade, que informou que desconfia que sua filha já vinha sofrendo abusos.

“Quando cheguei, que entrei em casa, presenciei minha filha deitada na cama com as perninhas fechadas e ele com as roupas já baixas e o órgão sexual para fora, tentando abrir as pernas dela.
“Quando me viu, correu, que corri atrás, mas ele conseguiu fugir de mim. Minha intenção naquele momento, era de mata-lo. Não pensei em outra coisa”, relatou a mãe.

Apreendido em seguida, o menor foi encaminhado à delegacia, no percurso o mesmo negou as Conselheiras Tutelares a acusação.


Luana Carvalho - Conselheira Tutelar. 

Segunda conselheira Tutelar, Luana Carvalho, a criança teria relatado que o menor tentou forçar a mesma até praticar relação sexual com ele.


Resta agora a menor fazer o exame de conjunção carnal que foi marcado para a tarde. O caso está sob a tutela da Delegada, Maria Augusta, responsável pela delegacia da Mulher e da Criança e do Adolescente de Bacabal.